Suporte ao monitoramento da Biodiversidade de Áreas Marinhas Protegidas usando BRUV e apoio ao curso de extensão “Técnicas de Estereovídeos para Estudos em Ecologia Marinha”

Localização: Santos, São Paulo, Brasil.

Parceiro: Laboratório de Ecologia e Conservação Marinha da Universidade Federal de São Paulo – LABECMAR/UNIFESP.

Data: julho de 2017


O LABECMAR/UNIFESP em parceria com a UFRJ e a UFABC, realiza um programa de monitoramento da biodiversidade de Unidades de Conservação Marinhas de proteção integral do Estado de São Paulo (Parque Estadual Marinho da Laje de Santos e as Estações Ecológicas Federais Tupinambás e Tupiniquins). Essa iniciativa objetiva gerar subsídios técnicos para avaliações periódicas sobre a efetividade dessas áreas, consolidar uma plataforma de ciência aplicada às áreas marinhas protegidas e contribuir com o manejo adaptativo dessas UC’s. O LABECMAR também integra a Rede Abrolhos e em parceria com o Laboratório de Pesquisa de Elasmobrânquios da UNESP Campus Litoral Paulista e UFRJ tem endereçado esforços para aprimorar o monitoramento dos peixes recifais em São Paulo e no Banco dos Abrolhos – BA. O grupo tem desenvolvido o uso de BRUV* (Baited Remote Underwater Video). Uma característica particular do BRUV é o trabalho de análise de dados realizado após a captação das imagens, e que necessita de software específicos e mão de obra capacitada no reconhecimento da ictiofauna e utilização do programa. Nesse sentido, em 2017, o Instituto Linha D’Água apoiou a estruturação de uma unidade de processamento de imagens no LABECMAR por meio da aquisição do software e apoio para a realização de um curso de extensão (“Técnicas de Estereovídeos para Estudos em Ecologia Marinha”) voltado ao treinamento de estudantes e pesquisadores para a utilização dessa ferramenta.

* Baited Remote Underwater Video